As festas biblicas
1 prova
1 texto
7 horas

Descrição do curso

Shabat, Pêssach, Hag Há Matsôt, Shavuôt, Rosh Há Shaná, Yom Kipur e Sucôt: características e significados das festividades solenes estabelecidas por Deus como estatuto perpétuo para o povo de Israel. Purim: a festa bíblica estabelecida pelos próprios judeus na Pérsia. Chanuká: a festa judaica em contexto bíblico. Importância da compreensão dessas festas por parte da Igreja gentílica. Legalidade bíblica para celebração dessas festas pela Igreja gentílica. Como Yeshua e sua obra de redenção podem ser evidenciados em cada uma dessas festas, e como todas elas estão presentes nos registros da Nova Aliança.

Categoria: Restaurando a Igreja do 1º século


Informações gerais

Conteúdo
  • Por que a Igreja de Yeshua – Jesus – não tem celebrado as festas bíblicas por quase 18 séculos?
  • Será que elas foram dadas apenas ao povo judeu?
  • Será que os crentes não judeus podem celebrá-las?
  • Se Jesus e seus discípulos celebravam estas festas, quem aboliu este costume da Igreja do 1º Século?
  • Pode hoje um cristão celebrar as festas bíblicas?
  • Prazo para conclusão do curso: 21 dias.
Objetivo

O objetivo é contribuir para facilitar o acesso da Igreja gentílica a fontes de informações que viabilizem uma interpretação dos textos bíblicos segundo o sentido que seus próprios autores lhe conferiam, ou seja, uma interpretação que tenha como ponto de partida o contexto original da Bíblia: o tempo bíblico, a terra de Israel, o povo judeu e a cultura judaica, considerando, sobretudo, a judaicidade de Yeshua (Jesus), o Messias, e de seus apóstolos, além da fundamental importância que eles davam à Torá, aos Escritos e aos Profetas Hebreus.

Público alvo

Líderes, pastores, seminaristas e outros estudiosos das Escrituras que se interessam por:

Conhecer e aprender mais sobre as raízes bíblicas e originais da fé;
Entender a necessidade de restauração do Corpo de Cristo em nossos dias;
Empenhar para ver a Igreja novamente no mesmo poder e na mesma unção da Igreja do 1º Século, relatada no livro de Atos;
Compreender a importância profética do povo judeu;
Aprender mais sobre o relacionamento entre a Igreja e Israel restaurado à luz das Escrituras.

Metodologia

A disciplina está organizada em vídeo-aulas, apostila e atividade avaliativa. O aluno pode realizar as atividades no dia e horário que lhe for mais conveniente, por meio de seu computador, Tablet, iPad e celular, com internet disponível. Com estes recursos, torna-se possível assistir às aulas em qualquer lugar do mundo.

Certificado

O Certificado será disponibilizado online na plataforma de ensino tão logo o(a) estudante conclua o curso. Ele poderá ser baixado em PDF e impresso.

O que você vai aprender

  • Aula 01 Introdução ao tema e primeiras análises do assunto
  • Aula 02 Continuação da aula anterior. Desenvolvimento - Parte 1
  • Aula 03 Continuação da aula anterior. Desenvolvimento - Parte 2
  • Aula 04 Término da última aula, considerações finais e conclusão
  • Aula 05 Avaliação com 10 questões de múltipla escolha.
Professores



Marcelo M. Guimarães

Um dos pioneiros no movimento judaico-messiânico no Brasil, é pós-graduado em Engenharia Econômica, MBA em Finanças e graduado em engenharia industrial. Escritor, teólogo, rabino messiânico ordenado pelo Netivyah Bible Instruction Ministry (Jerusalém, Israel) e conferencista internacional, abordando temas como as raízes judaicas da fé cristã e a restauração do relacionamento Igreja-Israel. Líder e fundador do Ministério Ensinando de Sião (Brasil) e da Congregação Har Tzion, em Belo Horizonte. É também fundador do Centro Avançado de Teologia Ensinando de Sião (CATES) e da Associação Brasileira dos Descendentes de Judeus da Inquisição (ABRADJIN). Autor de mais de 20 obras literárias sobre Judaísmo Messiânico e Teologia da Restauração. Seu legado pode ser visto pelo único comentário da Torá (Pentateuco) em língua portuguesa no contexto judaico-messiânico.